UFPB e PMA vão implantar serviço de saúde bucal para mais necessitados

Foto: Decom/PMA

A Universidade Federal da Paraíba vai implantar em Areia um projeto de oferta de serviços de saúde para as pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social. Os serviços dizem respeito à saúde bucal e à saúde do corpo. O objetivo é diminuir a incidência de cáries e outros problemas graves, tratar os pacientes e levar conscientização sobre hábitos de vida saudáveis.

O projeto foi discutido em uma reunião na manhã na semana passada em Areia e deve ser executado em parceria com a Prefeitura Municipal de Areia. O trabalho faz parte de um projeto que desenvolve estudos no Nordeste sobre a saúde das populações mais carentes. O projeto também vai ser aplicado em outras cidades da Paraíba: Remígio, Bananeiras, Belém, Cabedelo e João Pessoa.

A iniciativa envolve a distribuição de kits de higiene bucal e das mãos (contendo escova, creme dental, sabonete e manual de aplicação), bem como atividades educacionais que vão ser realizadas nas escolas, exames realizados anualmente com a população pesquisada, além de estudos epidemiológicos envolvendo os profissionais da Atenção Básica de Saúde.

Durante o encontro, também foram discutidos os desafios do trabalho em saúde bucal nos municípios participantes, os índices de cárie no Brasil, especialmente no Nordeste, e as estratégias de ação para o desenvolvimento do projeto. Também foi realizado um treinamento com Cirurgiões-dentistas e Auxiliares de Saúde Bucal.

O objetivo central é elaborar, aplicar e avaliar a efetividade de uma frente de Política Nacional de Saúde Bucal no Brasil. Na Paraíba, para os seis municípios envolvidos, serão distribuídos 159 mil kits. Desse total, está prevista a entrega de 16.139 mil kits em Areia, a partir do início do projeto. A definição das áreas e faixas etárias que serão atendidas vão obedecer aos critérios determinados pelo projeto, sob a coordenação das comissões de saúde bucal. “A base do projeto é a escovação dos dentes, pois esse é o método mais barato e eficaz de controlar a cárie dentária. Com o desenvolvimento desse projeto, esperamos conscientizar a população sobre a importância de cuidar da saúde da boca”, disse o coordenador do projeto na Paraíba, Dr. Fábio Correia Sampaio.

A Secretária de Saúde de Areia, Tatianne Elli, entende que o projeto precisa ser pensado de forma coletiva. “Esse projeto é de responsabilidade de todos, como os dentistas, Agentes de Saúde Bucal e Agentes Comunitários de Saúde, gestores e população, e vai trazer vários benefícios para os municípios paraibanos contemplados com as atividades”, disse.